INSÓNIA


Mais uma noite sem dormir...

Talvez se eu disser isto o sono venha.
Amo-te. Da mesma forma e intensidade desde o principio... Pode parecer-te estranho devido a algumas atitudes minhas, devido a algum distanciamento e frieza, admito ter sido algumas vezes injusto, mas tudo foi devido ao que sinto por ti.
Assustei-me com o sentimento, com a intensidade do mesmo, assustei-me com a dor que perder-te provoca, cada vez que te sinto longe tudo parece deixar de fazer sentido.
Nada disto é racional e não ter o controlo sobre mim também me assusta. Só quero que saibas que não sou o inimigo, preciso que acredites em mim, nunca fui homem de muitas palavras e para mim uma basta para te definir, amor... eis a palavra que te dá sentido.
Quando na passada quarta-feira te vi, a minha máscara de indiferença caiu e todo começou a fazer sentido de novo, o teu sorriso, um sorriso que num segundo valeu mais do que mil palavras.
De nada vale tentar enganar-me neste momento necessito de ti e do teu sorriso, és uma pessoa importante e eu amo-te.
Estou cansado, preciso dormir... talvez o conforto desta certeza me embale por fim num sono profundo onde os sonhos não existem, talvez assim encontre um pouco de paz, e desfaça por fim esta insónia cruel.


Bruno Carvalho


Foto por: Filipaandrade

Comentários

poteta disse…
A perda da racionalidade assusta, mas é uma das coisas que dá a certeza de que é amor...
E é preciso muita confiança para que deixe de assustar.
Mas vale tão a pena porque «tudo começou a fazer sentido de novo, o teu sorriso, um sorriso que num segundo valeu mais do que mil palavras. »

Mensagens populares deste blogue

RE(CANTOS)

A QUEDA