sexta-feira, 18 de setembro de 2009

PROMESSA

Apesar da promessa no teu olhar e da confiança no teu sorriso, ambos sabemos que nada mais acontecerá para além de uma possibilidade.
Apesar de tudo isso ser quase um dado adquirido, a imprevisivibilidade da vida deixa-me aquele pequeno espaço para me manter atento e alerta.
Nada é real, tudo é permitido.

Hoje o dia despertou chuvoso e cinzento, a chuva da qual tinha tantas saudades voltou, deu-me especial prazer percorrer os escassos metros entre o carro e o escritório debaixo daquela suave torrente de liberdade.
Quando entrei e vi os meus companheiros de trabalho, cabisbaixos e tristes, permiti-me sorrir interiormente e perceber o quanto somos diferentes, eu consigo ver beleza para além do cinzentismo, eu consigo alegrar-me onde os outro vêem tristeza.
Sentei na secretária enquanto a meu lado a chuva batia no vidro e ao longe as nuvens cobriam sorrateiramente a serra, engolindo nos seus braços etéreos a vegetação ávida por água.
E as palavras jorraram de novo dos meus dedos, a chuva veio e levou o vazio, o teu sorriso desabrochou e trouxe a inspiração, paulatinamente o meu corpo liberta-se, extravasando poesia, recolhendo serenidade e paz.
Tudo tem uma razão para acontecer, estas palavras só poderiam ser sentidas após a chegada da tão ansiada chuva e o regresso do teu sorriso.
E assim corre o dia e a noite chegará, e quando chegar, chegará serena e eu serei acolhido pelo o teu recém nascido sorriso e quebrarei a promessa do teu olhar com um beijo ardente.

Bruno carvalho

Foto por: Maria Salvador

2 comentários:

dyphia disse...

LINDO!!! acho que já disse isto milhões de vezes, mas não me canso de o repetir. Adoro a forma com escreves, ou melhor como descreves os momentos.
eu também ja tinha saudades da chuva....

beijos enormes meu amigo

mariana milene disse...

bem , gostei imenso do texto e isso nao é novidade nenhuma (:
a chuva hoje deu uma bastante ajuda para o dia de hoje , que continue que tambem faz ca falta . eu gosto do frio , gosto da necessidade de sentir o calor . quando é verao , é calor a mais nao temos necessidade de nada :\
beijinho (:

DON'T BOTHER

Don't mind me, just wandering around drawing circles in the air Don't mind me, nothingness is just a state of mind Don't bo...