domingo, 24 de janeiro de 2010

YELLOW

Deixa-me aninhar-me perto de ti, deixa-me deitar a minha cabeça no teu colo, diz-me que tudo ainda vale a pena.
Passa a tua mão pelo meu cabelo, diz-me aquelas palavras sinceras que sempre me disseste, acorda-me, abana-me, faz aquilo que sempre fizeste para me manter digno e agarrado à vida.
Deixa-me mergulhar nesses teus olhos verdes, na profundidade intensa que eles encerram, deixa que os teus lábios me afaguem a pele, faz-me arrepiar...
Deixa-me minha amiga, meu amor, meu conforto, deixa-me ficar ali aninhado só por um momento, entre o amarelo que enche de vida o teu sorriso terno, um segundo sol que a minha noite já não passa sem.
Adoro-te, querida Angelica!
Felizmente há dois anos a minha vida começou a fazer sentido.

Bruno:Carvalho
2010



3 comentários:

Ayl disse...

Há pessoas que têm, na vida, a sorte de "tropeçar" em amigos assim.
Discutimos, batemos, chateamo-nos. Mas amamos. Sempre.

Sinto-me profundamente lisonjeada pela tua amizade, pela tua dedicação, pelo teu carinho.

E sinto-te, bem perto, todos os dias. Mesmo quando só me apetece bater-te! ;)

Adoro-te, Salo! :)

Abelha Charlatona disse...

ohhh que fofinhooo :)
***

Araúja Kodomo disse...

Que bonita dedicatória *.*
Gostei da música!

DON'T BOTHER

Don't mind me, just wandering around drawing circles in the air Don't mind me, nothingness is just a state of mind Don't bo...