ESTRELA


oh os teus beijos... os teus beijos meu amor, são trovas nunca cantadas, poesias nunca declamadas, são desejos nunca sonhados, sentimentos nunca sentidos
oh meu amor, os teus olhos são mares nunca navegados, fontes nunca descobertas, rios nunca atravessados
oh meu amor, o teu corpo é paraíso nunca imaginado, é refúgio sempre ansiado, é ternura em forma de poesia
oh meu amor, a nossa eternidade será famosa entre as estrelas aquelas de, entre todas as coisas, mais belas e discretas.

Poiso-te no firmamento, embalo-te na profundidade da minha alma, sussurro o teu nome à estrela da manhã, canto a tua beleza ao sol renascido de uma noite intensa.

oh meu amor, o teu brilho, a tua imagem reflectida no meu olhar, vejo-me além da sombra esbatida na parede, vejo-me além da última ferida...
oh os teus beijos, os teus beijos meu amor amarrados para sempre aos meus lábios há demasiado tempo órfãos de ti...


Bruno:Carvalho
2010

Foto por: Cristina Gomes

Comentários

Narcolepsia disse…
Na ânsia de te amar tudo desaparece.
As palavras desaparecem e não consigo descrever algo tão maravilhoso como tu e o teu amor.

Entro numa nova dimensão onde, pela primeira vez não sinto medo.
Fazes-me sentir que agora tudo vale a pena.
Sinto-te...
És tu!
Tu e eu, entregues um ao outro.
Dou-me a ti e tenho-te em mim.
Tão livres de receios, dor, juízos alheios...

Libertas-me!

Encontraste-me no beco onde estava perdida,
Devolveste-me a luz,
Transformaste as minhas lágrimas de dor e angústia e hoje choro de felicidade e prazer,
pensando neste sonho real.

Mensagens populares deste blogue

RE(CANTOS)

A QUEDA