Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2010

NO SOUND BUT THE WIND

Could a kiss be the last kiss? Could one goodbye be the last goodbye? I afraid to lose my ground, lost in the selfishness I let myself crumble again. So I say, darkness walks beside me, sometimes hidden more often present in every action, in every thought. So you say love could heal it all. But I don't really know what love is, a serie of misconceptions, a million excuses, a million empty words, a million goodbyes. Damned life condemned to oblivious regards. So simple, a mistake among many others. Bruno:Carvalho 2010

ILUSÃO

You aren't good enough
O que vale uma amizade?
Uma tatuagem?
Uma religião?
Um partido político?
Uma garrafa de vinho?
Um sorriso disfarçado de piada?

Better Off Dead!

Sinto-me como tivesse mascado a mesma pastilha mil vezes...

Continuem a julgar, quando um deus não chegar procurem outro, num sítio certo o encontrarão, na hipocrisica que ensopa a vossa máscara de crentes!!

Fuck your GOD!!




NORTE (parte I)

O som das ondas a quebrar no casco do barco transportou-a para aquela dimensão, aquela dimensão que tão bem conhecia e amava. O canal estava particularmente frio naquele dia do inicio de Agosto, aquela terra nunca havia sido quente, mas naquele dia parecia que o frio tentava congelar todos os que teimavam em circular no exterior. Agarrada com as mãos protegidas pelas luvas dadas pela avó Maria à grade da pequena embarcação, Sofia olhava os fiordes envoltos na neblina matinal, os seus topos gelados mostravam a eternidade do Inverno por aquelas paragens. Havia saído de Portugal por causa do calor, sempre havia odiado o Verão, desde infância que aquela estação em particular lhe causava repulsa , toda aquela peganhenta mole humana cheia de suor, aquela gente vazia disfarçada de sorrisos leves estendidas em areais outrora belos, agora apenas comuns... Havia iniciado o novo romance inconscientemente, estava ainda no Inverno rigoroso de Janeiro em Lisboa, não sabia bem que rumo tomar, mas sabia …

VAST

Even vaster than the distance between us, even vaster than the silence inside your room, even vaster than the blue sky horinzon, so vast and concrete is my love for you. A simple flower blown in the wind, hope you can hold it in your hands, for not distance or silence will destroy what we have built. Bruno:Carvalho