domingo, 29 de agosto de 2010

GAIVOTA

- É um albatroz!!!
- Não é nada um albatroz, é uma gaivota!
- Não, é um albatroz...
- Os albatrozes são maiores, não vês que é tão pequena...
- Ok ok, talvez seja mesmo uma gaivota, de qualquer forma é muito bonita
- Sim, de facto, ser de uma outra espécie ou de outra espécie não lhe retira a bele..... hummm - Adoro quando me surpreendes assim com um beijo
- Ai adoras? Sou magnifica confessa, não me consegues resistir...
- Adoro também o teu sorriso, já te disse isso?
- Hummm, acho que não, ihihihi...
Pendurados num balcão sobre o mar ali ficámos atentos ao desenrolar da peça que se desenrolava à nossa frente, toda a a beleza inocente da natureza, a força do mar a quebrar-se nas rochas debaixo de nós, as gaivotas quase paradas no ar, sustidas pela força do vento, o frio reconfortante a vir com a brisa de norte, entrava no espaço entre nós, como que nos quisesse separar apenas para nos juntar com mais força e com calor.
Tomei a tua mão rugosa na minha calejada pelos anos.
Ali ficámos suspensos no tempo, um tempo que já não era nosso, ali ficámos no sítio onde sempre quisemos ficar, uma vida, uma longa vida partilhada, iniciada com um beijo teu numa quente tarde de Verão.

Bruno:Carvalho

2010


2 comentários:

Narcolepsia disse...

Sabe bem ter-te por perto
Sabe bem tudo tão certo
Sabe bem quando te espero
Sabe bem beber quem quero

Quase que não chegava
A tempo de me deliciar
Quase que não chegava
A horas de te abraçar
Quase que não recebia
A prenda prometida
Quase que não devia
Existir tal companhia

Não me lembras o céu
Nem nada que se pareça
Não me lembras a lua
Nem nada que se escureça
Se um dia me sinto nua
Tomara que a terra estremeça
Que a minha boca na tua
Eu confesso não sai da cabeça

Se um beijo é quase perfeito
Perdidos num rio sem leito
Que dirá se o tempo nos der
O tempo a que temos direito

Se um dia um anjo fizer
A seta bater-te no peito
Se um dia o diabo quiser
Faremos o crime perfeito

Donna Maria

Narcolepsia disse...

Afinal havia outra e eu parva a ser traída. A usares músicas que te mostrei para lhe ofereceres.
Deve ser um sorriso espectacular para inspirar tanto ...

DON'T BOTHER

Don't mind me, just wandering around drawing circles in the air Don't mind me, nothingness is just a state of mind Don't bo...