Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2011

I AM MINE

Imagem
O que nos faz ser quem somos? O que nos constitui e o que nos move numa ou noutra direcção? O que são estes comummente chamados sentimentos, sensações, prazeres, vontades? Faz tudo parte de uma grande conspiração, do ADN que nos criou?
Acalmam há milénios tempestades dentro de nós, seres que se auto intitulam donos da verdade, de uma só verdade, como se existisse apenas uma, fazem-nos crer com ajuda de narcóticos mais ou menos legais que o que vemos é o que é real. Que de facto não há oposição possível ao poder instituído, há tanto tempo assimilado que se tornou a única verdade, a única maneira possível de fazer as coisas. Controlam-nos mentalmente, baseados numa razão sobrevalorizada empurram-nos rumo ao abismo, aquele abismo que nem sequer sabíamos existir, quando lá estamos no seu limite, nunca nos dão alternativas, existe apenas o salto em frente, um salto de fé e quem não consegue dar esse passo, quem por uma qualquer falha no sistema descobre que se pode dar um passo na direcção opost…

REFLEXOS

Imagem
Por um momento julgava ter herdado a loucura dos meus antepassados. Olhava nos olhos da vergonha, do medo, do orgulho, da inocência, do destino. Quando olhava pela janela da alma vislumbrava outros mundos dentro do meu mundo. A paisagem alterava-se ciclicamente e com ela a mole humana que a preenchia, e eu no lado de dentro ou de fora conforme a perspectiva, observava, a minha missão era observar. No princípio, aquele trabalho agradava-me, ver o que os outros não viam, testemunhar verdadeiros feitos, feitos inimagináveis que a sociedade humana era capaz dos maiores feitos. No entanto, era também responsável pelos piores. A certa altura vi os céus ficarem negros, um sol escondido por detrás duma nuvem. A sombra desceu sobre a areia do deserto, o sufoco veio em forma de nuvens venenosas e o fogo ergueu-se da terra para reclamar o que lhe pertencia. Vi gigantes tombarem, arrastando o ar com braços verdes, sem pernas e sangravam, um sangue branco que ensopava a terra. Depois vi a massa azul …

A NEW STAR

Imagem
I like to pretend I'm alone in between lines, I like to pretend, using mask after mask I try to blend in the crowd. Drawing circles around my aura I try to believe that will always be morning, this moment, this infinite moment of peace, I kiss you deeply, afraid that this all ends with the awakening of another illusion. So I'm inlove with the night, because after it there always will be a morning, a new dawn, another reason to fly. I like to stand still inside you, I harbour my fears around your neck as I kiss you softly, because I know you will never leave, because what I feel it's the same you feel. And our hearts found the same cadence, beating as one, loving united, so my love I do tell you now, finally, need you near, because I'm feeling we been apart for too long. And we will awake bonded together, our bodies entwined, two lost souls found in the rise of the sun, the past it's to left astray, the ashes of a mistaken past. Stories will be told about our love, songs …

NOSTALGIA

Quem se lembra? Muito bom! Para quem cresceu com Seattle no coração!






Só alguns exemplos, memórias de um tempo em que as ideologias nos faziam sentir imortais. Que a memória perdure!!

FORESHADOW

Your eyes foreshadow my fall Gliding across the abyss I spread a thousand eclipses Between the verses of my misfortune I argue with angels the theory of rebirth
Unfurling the wings of my desire I fly away from the northern horizon I sow a million blazing stars with one hand With the other I reap a thousand sorrows
I blossom in denial, the snow buries me deep Upon my grave I forsee the future ahead And with a bouquet of dead roses I wither with the wind, whispering my fate into oblivion ears.
Bruno:Carvalho 2011

WHISHES

Wishes fly high like fireflies in a crimson night sky In every breath I'm allowed to dream High hopes from a fragile dream I stand my ground, firm as a rock, strong as a belief Fragments of echoes of blissful voices echo in my head The bells toll for a new morning, a requiem for my new beginning And all of this because of you.
For you my dear, because you deserve everything!
ANATHEMA

"Thin Air"