sexta-feira, 4 de maio de 2012

A GREATER DARKNESS

No limiar entre a escolha e a resignação.
Algures existe alguém, a norte do sol poente, a este da inevitabilidade da morte.
Juraram-me que havia algo por detrás do nosso olhar, mas fartei-me de ver pelo canto do olho, somente vazio e uma maior escuridão.
O pêndulo desce, rasa já a pele arrepiada de antecipação do meu pescoço.
Sinto as mãos vazias, sinto-as pesadas, não consigo mantê-las à tona. Desferi um soco na garganta do desespero, agora ele grita de lábios abertos presságios de fogo.
Sinto apenas frio, não esse fogo plenamente merecido...
Envolvo-me sombrio nessa escuridão maior, desfaço-me pendente num lenho sem ramos.

Bruno:Carvalho
2012

1 comentário:

Araúja Kodomo disse...

Muito bom, como sempre :) *

EXORCISMO

Exorciza os demónios da minha alma Os fantasmas inumanos que consomem a minha carne Liberta-me, perdoa-me. Exorciza o meu corpo com...