CONTRA A CORRENTE

Contra a corrente, contra o passar dos minutos, contra a fuga à histeria em massa, convém ficarmos meio esgazeados no meio da rua para tentarmos ser atropelados pelos sonhos.
Mais uma noite, mais um sonho, mais um dia de angústia.
Nunca mais amar talvez, nunca mais querer escolher o caminho certo, de qualquer forma, a sul nada de novo...

Bruno:Carvalho
2013

Comentários

Anónimo disse…
E ainda por cima ouves KoRn??? Bruno, és grande.

C.
Bruno Carvalho disse…
Korn entre outras coisas :)
Bruno Carvalho disse…
C. de? ;) gosto de saber o nome dos meus fãs :)

Mensagens populares deste blogue

RE(CANTOS)

A QUEDA